Quem nunca ficou paralisado diante de uma prova ou passou a noite em claro, imaginando uma série de problemas que poderiam surgir? Ou que suou frio só de pensar em falar em público? Ficar ansioso em determinadas situações é normal, mas se a frequência é muito alta, ou se os gatilhos estão por toda parte, fique atento. Pode ser sinal de algo mais grave, como o transtorno de ansiedade generalizada.

O mal é bem mais comum do que se pensa. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 9,3% dos brasileiros sofrem com ansiedade patológica, tornando o Brasil o país mais ansioso do mundo. Para chamar a atenção para o problema, foi criado o Dia Internacional da Saúde Mental, comemorado em todo o mundo hoje, 10 de outubro

Criada a fim de alertar, conscientizar e debater o tema da saúde mental, a data se tornou ainda mais importante após a pandemia de Covid-19, que agravou um cenário que já exigia atenção. No primeiro ano da pandemia, casos de ansiedade e depressão aumentaram 25% no mundo todo, segundo a OMS.

O isolamento para evitar o contágio, o alto número de mortes, o aumento do desemprego e as incertezas vividas durante o período foram alguns dos fatores que provocaram crises de ansiedade.

Alguns casos de ansiedade exigem o uso de medicamentos – mas, lembre-se, é preciso procurar sempre um médico antes de usar qualquer remédio! Algumas mudanças nos hábitos também podem contribuir para amenizar os sintomas.

Além de ajudar a descansar do estresse do cotidiano, uma boa noite de sono é um dos fatores que mais contribuem para nossa saúde mental. É como a bateria de um celular. Durante o sono, nosso corpo se regenera, restaurando e preparando nosso organismo para o dia seguinte.

Um estilo de vida mais saudável é de grande ajuda para nossa saúde mental. Em vez de optar por aquela batata industrializada, tente provar um produto natural, já que uma boa alimentação oferece benefícios não só ao corpo, mas também à nossa mente.

A prática constante de atividades esportivas também deve ser estimulada, já que nosso cérebro necessita de componentes químicos liberados pelo exercício, como a endorfina. A substância pode aliviar dores, reduzir os níveis de estresse e promover sensação de bem-estar. Que tal, então tentar dar uma corridinha sempre que possível ou mesmo uma caminhada mais puxada?

Manter a mente afiada também é importante, com atividades culturais e lúdicas. Quando compartilhadas com amigos e familiares, essas ações podem ser ainda mais benéficas, já que os laços de afeto geram benefícios à nossa saúde mental.

Aproveite o mês de outubro para dar o pontapé inicial em um novo estilo de vida, cuidando da sua saúde mental, que deve ser prioridade. Converse com as pessoas próximas e queridas, compartilhe sentimentos, informações e crie uma grande rede de apoio. E não hesite em pedir ajuda se estiver em um momento difícil!

0397

Você também pode gostar de:

Comments are closed.