Quais são os nossos planos para quando envelhecermos? Brincar com os netos? Aproveitar viagens? Encontrar os amigos para jogar conversa fora? Seja qual for a opção, é importante que o nosso corpo esteja em boa forma.

Todo mundo já viu um idoso saudável, sem nenhuma doença, com dificuldades para se locomover ou subir escadas. Para evitar isso, é preciso investir em diferentes tipos de exercícios e, especialmente, na musculação.

O cuidado é importante, pois, à medida em que vamos apagando velinhas, vamos perdendo um pouco de nossa massa muscular. Esse processo progressivo se acentua na terceira idade e é chamado de sarcopenia . De acordo com estudos, ele atinge aproximadamente de 5 a 13% de pessoas com mais de 60 anos e até 50% de idosos acima de 80 anos.

A musculação evita que percamos nossa massa muscular e ajuda a preparar nossos músculos para as atividades rotineiras. Levantamento de pesos leves, alongamentos, exercícios que trabalham e estimulam a memória muscular são recomendados para proporcionar mais agilidade, independência e qualidade de vida. Eles também auxiliam na prevenção de doenças como osteoporose e artrite.

Para ter o passo firme e manter o equilíbrio corporal, são indicados também exercícios com movimentos coordenados de braços e, principalmente, dos membros inferiores. Caminhadas em diferentes terrenos, alternando as direções, fortalecem nosso corpo.

A dança, por sua vez, estimula vários músculos e, ao mesmo tempo, é divertida. E, por falar em atividades prazerosas, até mesmo nossos hobbies, como tricotar ou desenhar, valem para manter o corpo em dia. Com o tempo, nossas articulações vão se desgastando e essas atividades podem ajudar a manter as estruturas fortalecidas.

Desafios cognitivos também são uma boa dica para não exercitar apenas o corpo. Charadas e testes de lógica auxiliam o cérebro a se manter ligado. Se exercitar em grupo é outra maneira de fortalecer o cérebro. Aquela conversa com os amigos, durante o alongamento, pode fazer bem, estimulando a memória e sentidos como a audição. Além disso, a companhia de um amigo ou familiar pode tornar os exercícios mais agradáveis e leves.

Para garantir que seu corpo esteja apto para as atividades, busque auxílio e orientações de médicos. A ajuda de profissionais de educação física e fisioterapia também é importante, já que os exercícios precisam ser feitos de forma segura e de maneira adequada, respeitando o corpo de cada um.

0365

Você também pode gostar de:

Comments are closed.