Quem não conhece uma criança que tenha voltado das férias com um braço engessado ou uma pequena cicatriz, lembrança de uma travessura que não deu certo? Com sorte, as estripulias não passam de um susto, mas é preciso ficar atento durante o recesso escolar, quando os pequenos passam mais tempo em casa e o número de acidentes costuma aumentar.

Alguns cuidados podem ser a diferença entre um incidente e uma tragédia. Proteger a piscina com grades, deixar os produtos de limpeza em locais de difícil alcance não são um exagero: os acidentes são a principal causa de morte no Brasil entre crianças de 1 a 14 anos e levam a cerca de 112 mil internações por ano, segundo o Ministério da Saúde!

Os acidentes mais comuns são os de trânsito e nunca se deve transportar uma criança fora da cadeira mais adequada para sua faixa etária. O número de queimaduras, intoxicações, afogamentos, quedas e choques elétricos também é grande. O ideal é percorrer a casa em busca de perigos potenciais. Para facilitar, divida sua atenção pelos cômodos. Confira algumas medidas que devem ser tomadas em cada local para reduzir os riscos:

COZINHA E ÁREA DE SERVIÇO

  • Jamais deixe as panelas com os cabos virados para fora. Ao cozinhar, dê preferência para as bocas de trás do fogão.
  • Se seu fogão e forno tiveram travas, não hesite em usá-las.
  • Não guarde produtos de limpeza ao alcance das crianças. E sempre os mantenha nas embalagens originais. Guardá-los em garrafas de refrigerante pode confundir os pequenos.
  • Atenção especial aos frascos de álcool. Mantenha-os escondidos, assim como os fósforos e isqueiros.

BANHEIRO

  • Nunca deixe crianças pequenas sozinhas quando estiverem dentro ou próximas da água. Elas podem se afogar em qualquer recipiente com mais de 2,5 cm de água ou outros líquidos, seja uma banheira, pia, vaso sanitário ou até mesmo um balde.
  • Sabe aquele tapetinho do banheiro? Ele é um convite para quedas. Retire-o!
  • A janela do banheiro pode ser pequena, mas também precisa de grade de proteção, um item que muitas vezes é esquecido neste ambiente.
  • Se o box for de vidro, oriente a criança a não bater a porta com força. Às vezes, ela pode estilhaçar.

QUARTO E SALA

  • Jamais coloque camas e móveis embaixo da janela. Eles podem ser usados para escalar.
  • Evite deixar objetos pequenos ao alcance das crianças, como moedas, clips de papel, pilhas e baterias. São um pulo para engasgos.
  • Cuidado com quinas, existem proteções específicas para estes cantos. As tomadas também exigem atenção especial.

ÁREA EXTERNA

  • A piscina deve ter grades ao redor de, no mínimo, 1,5 metro de altura.
  • Se a criança for andar de bicicleta ou patins, não esqueça. É preciso usar joelheira e capacete!
  • Atenção às áreas de mata: uma meia grossa, na altura do joelho, pode proteger de picadas indesejadas.

Com pequenas mudanças na rotina, você poderá curtir essa fase do ano sem grandes problemas. Mantenha a atenção e divirta-se!

0233

Você também pode gostar de:

Comments are closed.