Todo mundo tem uma cor favorita e você já pode até ter ficado em dúvida de qual gosta mais. Mas sabia que, além de usar sua preferência para escolher uma camiseta, um vestido ou um item de decoração, seu tom predileto também pode ajudar a curar e equilibrar o seu corpo?

A cromoterapia é um procedimento que usa as cores para melhorar o bem-estar, aliviar incômodos e até mesmo auxiliar no tratamento de algumas doenças, como a depressão. Ela pode ser indicada para ajudar em diversos casos, como febre, insônia, hipertensão e até mesmo doenças psiquiátricas. Embora não substitua os tratamentos médicos tradicionais, a cromoterapia é reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e é oferecida no SUS como parte do Programa Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC).

Além da melhora do bem-estar físico e mental, os benefícios da cromoterapia incluem a redução de transtornos do sono, alívio de dores de cabeça e de outras dores corporais. Estudos indicam que, alguns casos, ela pode estimular o sistema nervoso central e melhorar a circulação sanguínea, influenciando diretamente na saúde do coração.

A terapia pode ser feita de diferentes formas, e a mais comum é o uso de luz colorida. O método usa lâmpadas especiais, que iluminam o ambiente ou alguma parte do corpo do paciente.

Outros métodos incluem o uso de águas coloridas em banhos ou compressas aplicadas em regiões doloridas do corpo. Existe ainda a visualização mental, quando a pessoa projeta as cores enquanto foca em suas propriedades terapêuticas.

As cores mais usadas costumam ser sete, aquelas que compõem o arco-íris e são visíveis ao olho humano: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e violeta. Enquanto as três primeiras são consideradas cores quentes e têm propriedades estimulantes, as outras quatro são cores frias, com efeitos calmantes.

Como cada cor tem suas próprias características, elas devem ser utilizadas de forma específica para cada caso. O vermelho, por exemplo, pode ativar e energizar todos os órgãos e os cinco sentidos, por suas propriedades estimulantes, aumentando a disposição.

Portanto, essa cor, assim como as outras quentes, não é a indicada para pessoas aflitas ou nervosas, uma vez que pode agravar a condição do paciente. Nesses casos, é recomendável uma cor fria, como azul e violeta, que ajudam a reduzir o estresse e proporcionam uma sensação de calma.

Essa busca por tranquilidade também pode incluir o verde, muito utilizado para regularizar a pressão arterial e proporcionar equilíbrio do corpo inteiro. Além do uso para concentração e paciência, o amarelo é um tom também indicado para curar feridas, já que estimula a regeneração dos tecidos, facilitando a cicatrização de lesões na pele.

0379

Você também pode gostar de:

Comments are closed.