ALIMENTAÇÃO RICA EM CÁLCIO E EXERCÍCIOS COM CARGA SÃO DUAS MANEIRAS DE SE EVITAR A OSTEOPOROSE

Um tropeço aparentemente bobo, um mau jeito ao caminhar, e pronto: um osso se partiu. Azar? Nem sempre! Pode ser um sinal de que a pessoa que sofreu a fratura está sofrendo de osteoporose, uma doença que faz os ossos ficarem mais porosos, com aparência de esponja.

O problema, que leva à perda acelerada de massa óssea, ocorre devido à menor absorção de minerais e de cálcio que acontece com a idade. Embora a osteoporose possa afetar homens e mulheres, são elas que mais sofrem: a estimativa é que três em cada quatro pacientes são do sexo feminino.

E não é à toa que as mulheres são as principais vítimas: o maior fator de risco para a osteoporose é a redução do estrogênio, o hormônio feminino cujos níveis despencam durante a menopausa. Então não tem jeito? Calma, claro que há maneiras de diminuir os riscos de se desenvolver a doença, principal causa de quedas e fraturas em idosos. Uma das estratégias é praticar regularmente atividade física. Os exercícios de musculação, com carga, são muito benéficos, mas também contam pontos as caminhadas e atividades aeróbicas. O importante é não ficar parado!

A alimentação também é uma aliada. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), é preciso ingerir alimentos ricos em cálcio diariamente. A quantidade ideal é de 1.000 a 1.300 mg por dia. Nem sempre é fácil calcular isso, mas tenha em mente que é o equivalente a cerca de três porções de leite e derivados. Ou seja, se você consumir um copo de leite (250mg de cálcio), um iogurte (300mg) e duas fatias de queijo (300mg cada) já bateu a cota.

Ah, e não se esqueça de manter a vitamina D em dia. O melhor é tomar um solzinho pela manhã, expondo braços e pernas por pelo menos dez minutos. Mas, se não for possível, lembre-se que existem suplementos no mercado.

Muita gente só descobre que sofre de osteoporose quando sofre uma queda. Não faça parte deste grupo. Existe um exame, chamado densitometria óssea, que é capaz de detectar a doença ainda em fase inicial, tornando o tratamento mais simples.

Converse com seu médico a respeito e cuide-se!

0175

Você também pode gostar de:

Comments are closed.