Após terminar a aula na academia, no pilates ou o treino do seu esporte favorito, você se sente bem, alegre e disposto. Horas depois, porém, começa a se sentir fraco, com dores nas costas e nas pernas. Antes de colocar a culpa na idade ou no sedentarismo, saiba que esses incômodos podem ser causados pela execução errada de algum exercício ou movimento.

Na musculação, por exemplo, levantar um peso maior do que sua capacidade pode provocar distensão muscular. Ela ocorre quando as fibras musculares se rompem por causa de um esforço excessivo, esticando demais ou de maneira equivocada um músculo. A postura correta e a escolha de uma carga compatível podem reduzir o risco da lesão.

Na academia, outro cuidado é com as abdominais. Elas parecem fáceis, mas, se forem realizadas segurando o pescoço, podem provocar dores nas costas, que vão dificultar movimentos simples do cotidiano. A flexão é outro exercício versátil, simples e com muitos benefícios, mas caso seja feita rápida demais ou deixando o tronco ceder, pode causar estresse e sobrecarga nas articulações de ombros, cotovelo e punho.

Os fãs de esportes de contato sabem que é preciso contar com um pouco de sorte para evitar lesões. Um empurrão no futebol ou uma cotovelada podem provocar estragos. Eles podem ser, no entanto, minimizados. O fortalecimento muscular nas regiões inferiores, por exemplo, pode reduzir a ocorrência de traumas ósseos e problemas em ligamentos, que podem ser causados pelo impacto constante e movimentos bruscos.

O ideal, antes de começar um novo exercício, é fazer um check-up. Exames e testes podem identificar pequenas lesões ou partes do corpo com má formação, problemas que podem ser agravados pela prática esportiva. Outra dica é sempre ter acompanhamento de um profissional de educação física. Ele poderá orientá-lo durante a prática e evitar sobrecargas desnecessárias.

E nunca é demais lembrar que é preciso utilizar os equipamentos adequados para cada modalidade. Pode parecer besteira, mas calçar um tênis de passeio para correr pode causar mais do que bolhas no pé. Há chances de ocorrerem lesões sérias no tornozelo e no joelho. Se for praticar algum esporte radical, não abra mão de proteções como capacetes, luvas e joelheiras.

No mais, exercite-se sempre. Os benefícios são variados e incluem não só a saúde física, mas também a mental.

0611

Você também pode gostar de:

Comments are closed.