CALAFRIOS, MAL-ESTAR, DOR DE CABEÇA… SAIBA POR QUE A FEBRE APARECE E O QUE FAZER PARA MEDIR A TEMPERATURA COM SEGURANÇA E PRECISÃO

Ela chega muitas vezes sem aviso. De repente, surge uma indisposição, uma dor de cabeça chata e, quando se percebe, a temperatura corporal está nas alturas. Não tem jeito, quando o organismo enfrenta alguma anormalidade, a febre é quem dá o alerta. Ao contrário do que muita gente pensa, a febre não é uma doença em si, mas uma resposta a infecções, como gripe, pneumonia e Covid, ou a problemas inflamatórios ou autoimunes.

A temperatura corporal também pode subir em outras condições. É comum ter uma elevação durante a prática de exercícios ou, no caso das mulheres, durante o período menstrual, após a ovulação e também no primeiro trimestre de gravidez.

Mas como identificar se aqueles calafrios, seguidos de sudorese, são febre? É simples. Nosso “termostato” normal oscila entre 36ºC e 37,5º C, dependendo do horário do dia. Geralmente, ficamos mais “frios” durante a manhã e mais “quentes” no fim da tarde ou à noite. Quando a temperatura está entre 37,5ºC e 37,8ºC, estamos com uma febrícula, também chamada de estado febril. Acima dos 37,8ºC não tem jeito: é febre mesmo.

Mas, para identificar este estado, nada de colocar a mão na testa. É preciso usar um termômetro. Só este equipamento é capaz de aferir com precisão e segurança a nossa temperatura corporal.

Existem várias opções no mercado. Para as crianças, que muitas vezes resistem à medição, é possível usar termômetros coloridos, como o termômetro digital iColor ou até mesmo com imagens de bichinho, como o simpático termômetro digital de ponta flexível Fun G-Tech. Ambos os modelos são manuais e é preciso deixar a ponta de mercúrio em contato com a axila por cinco minutos para chegar ao resultado.

Há maneiras mais rápidas de aferir a temperatura, também de forma eficaz, com os modelos digitais, como o termômetro digital G-Tech. Ele toca quando a medição é concluída, o que leva apenas alguns segundos.

Durante a pandemia de Covid, um outro modelo se popularizou por não necessitar de contato corporal. O modelo com infravermelho, como o termômetro digital sem contato permite a medição da temperatura de forma rápida e segura. Basta apontar o aparelho para a testa da pessoa e em poucos segundos a temperatura aparece.

Fique especialmente atento se você tiver uma febre persistente, ainda mais no caso de crianças: nelas, febres que ultrapassam os 40ºC são comuns e podem provocar delírios, confusão mental e, pior, convulsões. Nesses casos, procure ajuda médica imediatamente, pois sua saúde é seu bem mais precioso.

06172

Você também pode gostar de:

Comments are closed.